.
Publicidade
PLANTÃO PIRAPEMAS.COM

Oito policiais militares já foram assassinados este ano no Maranhão

20/10/2014 | 10:11


Segundo o comandante geral da Polícia Militar, coronel Aldimar Zanoni Porto, somente neste ano já foram assassinados oito policiais militares em todo o estado, sendo cinco mortes registradas na Região Metropolitana de São Luís e mais três no interior. A maioria dos casos tem ocorrido durante o período de folga dos policiais. A informação foi publicada no jornal "O Estado do Maranhão."

Coronel Zanoni afirma que o Comando Geral tem alertado a tropa para que tome maiores precauções, principalmente nos períodos de folga, onde muita das vezes os policiais desfrutam de momentos de lazer. Ele destaca que por ser um profissional militar, o policial devem ter uma precaução redobrada, até por conta da criminalidade que tem agido em função do submundo do tráfico de drogas, onde a repressão policial é bem maior.

"Há toda uma precaução nesse sentido e, para isso, temos realizado vários cursos obrigatórios. Nesse momento, estamos promovendo treinamentos de requalificação de tiro com a Companhia de Operações Policiais [COP]. Entendemos que o policial militar é alguém que está 24 horas pronto para agir, independente se ele se encontra ou não de serviço. Ele sempre estará pronto para interceder", afirma o coronel Zanoni Porto.

Para o comandante geral da corporação militar, todo processo de investigação sobre as mortes de policiais tem sido acompanhado em parceria entre o Serviço de Inteligência da PM e da Polícia Civil. "Temos dado uma resposta satisfatória para a sociedade, prendendo os autores desses crimes, e quando há um confronto é natural que esses marginais acabem tombando", frisa.

Perdas 

Só nos últimos três meses, a corporação militar sofreu a perda de quatro policiais que foram brutalmente assassinados. A morte mais recente foi a do soldado Fredson de Jesus Mendes, 24 anos, que era lotado no 6º Batalhão da PM, na Cidade Operária. O PM foi morto no fim da tarde de quarta-feira (15), no bairro da Matinha, em São José de Ribamar. Dois dos quatro suspeitos de participação no crime foram mortos, após trocarem tiros com a polícia. Um dos meliantes foi identificado como Yago Lima Ribeiro e o outro apenas como Ceará.

Outro policial assassinado foi o soldado Clenildo Souza Gomes, de 36 anos, que foi morto ao trocar tiros com dois assaltantes na feira do bairro Liberdade, em São Luís. Esse crime ocorreu no dia 14 de setembro. Durante o tiroteio, o PM, que se encontrava de folga, conseguiu balear e matar dois bandidos, identificados como Kaique Victor Amorim Serra, 22 anos, e Max Carvalho, o Acerola, 27.

Também consta na lista de PMs mortos o soldado da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) Marcelo Cutrim Fonseca, que foi baleado durante um assalto, na Avenida 7, no bairro da Forquilha. Os acusados, Luís Felipe Valentim Silva, de 20 anos, e Francisco Jadiel Firmino, de 26 anos, também foram atingidos por tiros disparados pelo sargento Carlos Magno Correa Sá, lotado no 9ª Batalhão da PM.

O subtenente da Polícia Militar Emiliano Alves Garcês foi morto a tiros nas proximidades de sua casa, na Avenida 4, no Maiobão, em Paço do Lumiar. Ele chegou a intervir em um assalto e acabou alvejado pelos bandidos. No momento, ele se encontrava em uma caminhonete S-10, com um amigo, quando deu voz de prisão aos bandidos, que assaltavam uma padaria.

(G1-MA)

Coroataense fica em 4º lugar no Miss Maranhão Juvenil 2014


Fernanda Ribeiro, 13 anos, representou muito bem Coroatá, sua terra natal, no concurso que escolheu a Miss Maranhão Juvenil 2014. Entre as 27 candidatas, a coroataense ficou em 4º lugar e ainda foi escolhida a Garota Fotogenia.

O concurso aconteceu no sábado (18/10), no Teatro João do Vale, em São Luís.

(Blog Coroatá Online)

Reconhecimento biométrico no segundo turno das eleições deve superar os 91,5% do primeiro

TSE trabalha para superar a meta. - Reprodução
No primeiro turno das Eleições 2014, o sistema biométrico apresentou percentual de 91,5% de reconhecimento dos eleitores por meio das digitais. Mesmo com o índice positivo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) trabalha para superar essa meta no segundo turno do pleito, no dia 26 de outubro. “As falhas são normais, mas nós pretendemos baixar esse índice de não reconhecimento, que hoje gira em torno de 8,5% para, pelo menos, uma margem de 5% que seria bastante positiva. Um nível de identificação de 95%”, informou o secretário de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, Giuseppe Janino.

De acordo com o secretário, foram identificadas condições que contribuíram para esse não reconhecimento de algumas digitais, no dia 5 de outubro. Cerca de mil urnas apresentaram problemas no leitor biométrico, espalhadas pelo Distrito Federal, Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Paraná. Esses equipamentos já foram localizados pelos técnicos da Justiça Eleitoral e estão sendo reparados para que possam ser utilizados no segundo turno.

“Em torno de 7% do modelo de urnas 2013 apresentaram uma não conformidade com o leitor que faz a análise da digital. Essas urnas já foram identificadas e nós já estamos trabalhando na sua reparação. Elas (as urnas) têm que ficar prontas até, no máximo, nesta semana”, destacou.

Também foram detectadas possíveis falhas de procedimento por parte do mesário na hora de atender o eleitor. Para evitar novos erros, a Justiça Eleitoral distribuiu panfletos aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) com informações essenciais aos mesários para reforçar os procedimentos que devem ser adotados no dia da eleição.

(Imirante com informações do TSE)

Jogar em casa virou problema ao Sampaio

Número 9 virou dor de cabeça ao Sampaio: time empatou nove vezes em casa. - Paulo de Tarso Jr./Imirante Esporte

Nove. Para o Sampaio Corrêa, um número que está dando dor de cabeça. Nesta edição do Campeonato Brasileiro da Série B, o time tricolor simplesmente empatou nove vezes jogando no Estádio Castelão. Antes, fator decisivo para o Sampaio, mandar os jogos em São Luís parece não fazer tanta diferença assim. Em casa, o Tricolor conseguiu apenas cinco vitórias. Jogando longe da capital maranhense, o Sampaio soma cinco vitórias, cinco empates e cinco derrotas.

O último destes empates aconteceu no sábado (18). Mais uma vez, o Sampaio esteve perto de sair de campo com a vitória, mas cedeu o empate ao Náutico e viu suas chances de encostar no G-4 da Série B ficarem mais distantes. O ataque boliviano dá sinais de ineficiência, apesar de, muitas das vezes, o Sampaio conseguir criar boas oportunidades de gol nos jogos em São Luís. Mas os erros ofensivos se tornaram obstáculos para o time mandante.

Será que existe algum de tipo de “zica” no Castelão? Para os jogadores do Sampaio não. “Aqui [no Castelão] não tem nada. Temos são coisas boas. Graças a Deus nossa torcida está nos apoiando e nós estamos lutando, mas, infelizmente, não estão saindo as vitórias. Contra o Náutico, tivemos mais de seis chances de a bola entrar, pelo menos que eu contei”, comentou o zagueiro Mimica.

Contra o Náutico, tanto Pimentinha quanto Willian Paulista tiveram oportunidades de balançar as redes e desperdiçaram as chances. Cleitinho entrou na etapa final e também ficou no quase. Márcio Diogo e Marino também finalizaram mal e pararam no goleiro Júlio César.

Pimentinha chegou a declarar que faltou tranquilidade na hora de finalizar. O certo é que a torcida do Sampaio já se incomoda com os erros sucessivos a cada jogo em São Luís. E resultado disso, foram as vaias na saída dos jogadores do campo após o empate por 1 a 1 contra o Náutico.

Mas, nesta terça-feira, o Sampaio terá uma nova chance de acabar com esta sina de empates dentro de casa. O time maranhense enfrenta o Bragantino às 19h30 (horário de Brasília), no Estádio Castelão e precisa vencer para tentar subir na tabela. Caso tropece de novo, o Sampaio poderá terminar a rodada na 11ª posição.

Os ingressos para o duelo entre Sampaio Corrêa e Bragantino (SP), válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, já estão à venda. Os preços dos ingressos variam de R$ 10 a R$ 50. O Imirante.com acompanha o minuto a minuto do duelo.

Empates do Sampaio em casa

Sampaio 2 x 2 Oeste

Sampaio 2 x 2 Ceará

Sampaio 1 x 1 Avaí

Sampaio 3 x 3 Ponte Preta

Sampaio 0 x 0 Santa Cruz

Sampaio 0 x 0 América=MG

Sampaio 2 x 2 Vasco

Sampaio 0 x 0 Portuguesa

Sampaio 1 x 1 Náutico

(Imirante.com)

Acidentes marcam o fim de semana em Pirapemas

Bruno
Bruno

Dois graves acidentes de moto foram registrados neste domingo em Pirapemas. O primeiro aconteceu logo pela manhã, um homem que trafegava no sentido Centrinho - Estrada Matões perdeu o controle da moto ao passar pelo farol da educação. Segundo relatos de populares que presenciaram o acidente, o homem teria perdido o controle da moto, subindo a calçada e batendo no muro do farol da educação. O jovem foi socorrido, levado para o hospital e em seguida encaminhado para São Luís com suspeita de traumatismo.

À tarde um outro acidente de moto, e este com vítima fatal. Um homem identificado por Bruno (Foto ao Lado), morador do povoado Panamirim teria perdido o controle da moto nas proximidade do Alto do Gavião após ser atingido por um carro. Com a pancada do acidente, Bruno teve alguns órgãos do corpo expostos, a vítima ainda foi socorrida, levada para o hospital mais veio a óbito horas depois. 




Dilma e Aécio evitam ataques pessoais e privilegiam propostas de governo para o País em debate na TV Record


No terceiro encontro na TV antes do segundo turno, Dilma e Aécio foram mais cautelosos e apresentaram propostasEduardo Enomoto/19.10.2014/R7

O debate da TV Record deste domingo (19) entre os candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), elevou o nível da discussão, deixou de lado os ataques pessoais dos últimos encontros e privilegiou as propostas de governo do País para os próximos quatro anos.

Os casos de corrupção na Petrobras, o comportamento da inflação do País e o programa de educação profissional do governo federal (Pronatec), porém, persistiram no debate transmitido pelo R7. Sobre a Petrobras, Dilma Rousseff voltou a admitir que “há indícios de desvio de dinheiro, mas ninguém sabe quanto foi e quem foi”.

— Isso é muito importante porque a parte que o senhor devia me cumprimentar você esqueceu. Eu disse que eu ia investigar [...]. Sou a favor da punição, doa a quem doer. E sou contra arquivamento.

Em seguida, a presidente provocou Aécio ao dizer que supostos casos de corrupção do governo do PSDB nunca foram investigados e destacou que, em seu governo, mandou apurar as denúncias de desvio de dinheiro. Como resposta, Aécio falou de governança e criticou a postura de Dilma.

— Quero voltar à governança. Como essas coisas podiam acontecer de forma tão sistêmica? Isso é grave [...]. Mais uma vez a senhora não mandou investigar. Isso pode acontecer em alguns países, mas não no Brasil. Quem investiga são as instituições. São elas que investigam.

Em relação ao Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), uma das principais bandeiras da presidente para chegar à reeleição, Aécio disse que o projeto “não vem sendo administrado como deveria”.

— As pessoas se matriculam, saem alguns dias depois, mas continuam nas estatísticas de seu governo.

Poucos minutos antes, a presidente disse que sentia “orgulho” do programa, já que ergueu 218 escolas técnicas além das 214 construídas no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e disparou contra o tucano: “Vocês proibiram o governo federal de construir escolas técnicas, o que foi revogado pelo Lula”.

A declaração de Aécio sobre o Pronatec teve origem depois de reportagem do jornal Folha de S.Paulo deste domingo, que, com base em relatório da CGU (Controladoria-Geral da União), aponta falhas no acompanhamento dos alunos matriculados no programa.

Segundo a reportagem, não é possível precisar quantos são os estudantes desistentes e se o repasse de recursos continua sendo feito às instituições parceiras. Mais cedo, a presidente afirmou que o relatório mostra apenas que é preciso “aperfeiçoar a fiscalização”.

Infraestrutura

Dilma destacou as obras de infraestrutura que o País vem tocando, como as usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau e a ampliação de linhas de transmissão de eletricidade. A presidente disse que "nos meus quatro anos, eu fiz o mesmo que vocês fizeram em oito no governo FHC e duas vezes mais do que vocês fizeram em linha de transmissão".

— Esse é um dos motivos que a gente não tem racionamento de energia.

Aécio, por outro lado, criticou o andamento dos empreendimentos do governo Dilma: "Infelizmente, os nordestinos não receberam uma gota d’água da transposição [do rio São Francisco] que deveria ter ficado pronta quatro anos atrás. A Transnordestina está no meio do caminho, basta andar pelo Brasil. O marco regulatório do setor ferroviário sequer foi aprovado. As hidrovias anunciadas estão paralisadas, no papel. A senhora anunciou o famoso trem-bala e gastou cerca de R$ 2 bilhões do dinheiro dos brasileiros e ninguém sabe onde foi nem para onde foi".

— A maioria das obras do seu governo está no meio do caminho e, mais grave, com sobrepreço.

Considerações finais

Nas considerações finais, os candidatos destacaram que há dois projetos para governar o Brasil e cada um defendeu suas candidaturas. Dilma Rousseff, a primeira a falar, destacou o que fez pelo País e pediu o voto dos eleitores.

— Quero te dizer que nós estaremos juntos fazendo com que o Brasil cresça mais. Humildemente, eu peço seu voto.

Aécio Neves, que chegou a ser vaiado pela plateia antes de começar a falar, declarou que a atual presidente se contenta em comparar o presente com o passado e disse que sua proposta é pensar no futuro do País.

— Sou candidato para mudar de verdade o Brasil e não apenas em um slogan. Assumo as responsabilidades de assumir essas mudanças.

(Portal R7)
 
Copyright © 2010 - 2014. Pirapemas.com | Credibilidade em notícias - Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por JM Informática